Listamos 7 ferramentas de inbound marketing que você deve investir

ferramentas de inbound marketing

Você já usa ferramentas de Inbound Marketing? O Inbound Marketing ou marketing de atração é uma das metodologias usadas no ambiente online para aumentar a captação de clientes e vendas em longo prazo. A metodologia é um conjunto de estratégias executadas para atrair o lead até a empresa e transformá-lo voluntariamente em cliente.

O principal desafio para quem trabalha com o marketing digital é conseguir organizar e mensurar os resultados das ações realizadas. Para ajudar nessa tarefa, algumas ferramentas estão disponíveis para otimizar e agilizar as ações.

As ferramentas ajudam no trabalho interno de quem realiza as ações, como também favorecem no trabalho externo, pois possibilitam que outros setores e o cliente acompanhem o desenvolvimento das ações realizadas pela agência ou pela área de marketing da empresa.

Existem plataformas gratuitas e simples de utilizar, mas também há plataformas mais complexas para quem pode investir um pouco mais. A seguir, confira 7 ferramentas de Inbound Marketing em que você deve investir.

1. Blog

O blog é a principal ferramenta para o marketing de atração. É a partir dele que surgem diversas estratégias do Inbound. Por meio do blog, é possível criar textos de todas as etapas do funil de vendas, infográficos, cases de sucesso e outros materiais ricos. Por ser um recurso tão importante no processo, o blog deve ser responsivo, ter barra de buscas e não gerar confusão no usuário. O WordPress é uma das plataformas mais utilizadas, por ter ótimas funcionalidades e por ser fácil de usar.

2. SEO

O SEO é um conjunto de técnicas que otimiza os sites, blogs e páginas da web. Essa ferramenta aumenta o tráfego orgânico de um site e sua autoridade perante o Google. Essa técnica é muito importante para o Inbound, porque atrai leads de forma orgânica para o endereço, e quanto mais bem ranqueado o seu site e o blog estiverem, mais fácil será para converter possíveis clientes.

SEMRush é uma plataforma que auxilia o trabalho de SEO e marketing de conteúdo. Ele possibilita visualizar o tráfego mensal do site, analisar como a concorrência está trabalhando, descobrir quais palavras-chave ele está ranqueando e qual a melhor palavra para utilizar. Ele mostra também quais sites estão lincando para você. A plataforma é paga, mas o investimento vale a pena por tudo que oferece.

3. Redes sociais

As redes sociais são importantes para manter o canal de comunicação entre empresa e cliente. É por meio delas que os clientes costumam fazer os primeiros contatos e tirar dúvidas sobre os produtos. Além de ser um excelente canal para o SAC, as redes sociais também dão maior visibilidade aos conteúdos do site e possibilitam a captação de leads com anúncios segmentados.

Cada rede social tem a sua particularidade e importância para o negócio. Tendo isso em vista, o setor de marketing deverá realizar um estudo e verificar quais são as mídias mais indicadas para cada negócio. O Facebook aparece sempre como uma opção, pois a maioria do público tem uma conta nessa rede social. Mas se o seu negócio for corporativo, o LinkedIn será a melhor escolha. Caso o seu segmento seja o de moda, o Instagram oferece mais possibilidades com o Stories.

4. Landing pages

As landing pages ou páginas de conversão são os locais onde os usuários se transformam em leads. A partir do momento em que o usuário fornece seu contato a uma empresa, como nome, endereço de e-mail e interesses, ele está mais perto de se tornar um cliente.

Por isso, o conteúdo oferecido na landing page deve ser relevante a ponto de o usuário fornecer os seus dados para receber o conteúdo. Os conteúdos mais oferecidos são e-books, webinar e até consultorias, dependendo do estágio do funil em que o lead se encontra.

O LeadPages é uma plataforma que possibilita a criação de landing pages, oferecendo possibilidades de escolhas de objetivos como converter leads ou baixar um e-book. Além disso, ele tem uma interface simplificada.

5. Automação de marketing

A automação de marketing é a principal forma de fazer com que um lead passe de um estágio para outro no funil de vendas. As plataformas de automação, como o RD Station, permitem que sejam criados fluxos de envio de e-mails, landing pages, teste A/B e pontuação para os leads.

As plataformas de automação de marketing requerem um investimento maior, mas facilitam os processos de Inbound Marketing. Elas unificam várias ações que, em outros casos, seriam feitas em plataformas e locais separados. Dessa forma, é mais fácil planejar e mensurar os resultados.

6. CRM

As ferramentas de CRM — Customer Relationship Management — ajudam a organizar todas as informações obtidas do cliente. Os CRMs são muito utilizados pela área de vendas, que é a área responsável por fechar com os clientes. Essa plataforma indica todas as informações do usuário no funil de vendas e mostra em qual etapa o lead está. Isso possibilita organizar estratégias para agilizar a venda.

Pipedrive é um CRM que une as informações do usuário em um funil de vendas virtual. Com ele, é possível acompanhar e visualizar todo o processo de forma rápida. Além disso, a plataforma também pode ser usada via app no celular e ainda envia notificações avisando quais contatos precisam de uma atenção especial.

7. Monitoramento

Depois de colocar todas essas ações em prática, é preciso monitorar os resultados e alinhar as ações que não estiverem dando boas respostas. Cada ferramenta possibilita que alguma ação seja monitorada. O Scup, por exemplo, permite que sejam coletadas as conversas realizadas nas redes sociais e armazena essas informações para serem analisadas posteriormente.

Google Analytics monitora os acessos dos sites e blogs. Ele mensura os dados do tráfego, das conversões e mostra de onde aqueles acessos vieram, se foram de mídias pagas, redes sociais ou tráfego orgânico.

Além de todas essas ferramentas de Inbound Marketing, é necessário que o projeto seja guiado por KPIs (Key Performance Indicators). Essas métricas devem ser propostas no início do projeto para que as ações sejam criadas a partir delas. Por exemplo, se a meta é vender 10 produtos em um mês, esse KPI será um guia para que o setor de marketing e vendas tracem ações baseadas nesse objetivo.

Agora que você já aprendeu sobre as ferramentas de Inbound Marketing, saiba mais sobre como criar um e-mail marketing infalível!

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

Contato

Rua Professor Carlos Reis, 39
São Paulo - SP - CEP: 05424020

11 2127 7676

contato@pwiwebstudio.com.br

Siga-nos

icones-sociais_03icones-sociais_05icones-sociais_07

Copyright © 2017 PWI Web Studio - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio