Você é dono do seu website?

Você contratou alguém para fazer um website para a sua empresa, mas não sabe bem como controlar estas informações, e tem medo de ficar dependente deste fornecedor? Normal, isto acontece com a maioria das pessoas. Você não precisa ser um expert para ter o seu site e divulgar a sua empresa na web. Mas é importante você se sentir seguro com isto e não descobrir tardiamente que o site que você pensava que era seu simplesmente desapareceu ou que você não tem controle sobre ele.

Talvez você nunca tenha se preocupado com estas questões, mas é melhor prevenir do que remediar, certo? Você tem que saber como evitar problemas futuros. Então, vamos a algumas perguntas simples:

I – Sobre o Domínio do Site

O domínio está em seu nome ou no nome da sua empresa?

Domínio é o endereço que aponta para o seu site.

Por exemplo: suaempresa.com.br

Você contratou um desenvolvedor para criar um site para sua empresa e ele cuidou de tudo. Mas como saber se ele fez o registro do seu domínio corretamente?

Se o seu domínio é brasileiro, ou seja, termina com “.br”, é fácil verificar. Basta você consultar no Registro.br , que é o órgão que centraliza todos os registros no Brasil. Basta acessar o site (o endereço é este mesmo: registro.br). Lá tem muitas explicações sobre os domínios no Brasil, mas para a sua consulta você pode acessar no menu a opção “Tecnologias”, e dentro dela a opção “Ferramentas”. Lá você encontra o Serviço de diretório whois. Basta digitar o seu domínio (por exemplo: suaempresa.com.br) para obter as informações desejadas. Mas o que significam estas informações:

Quem é o titular do domínio? Nome e documento

O titular é o dono do domínio. Se aparecer o seu nome e CPF, ou a razão social da sua empresa e o CNPJ, então você pode ficar sossegado, você é o dono. Mas infelizmente existem desenvolvedores que, por desconhecimento ou qualquer outro motivo, fazem o registro em seu nome pessoal. Isto pode ser um grande problema. Para corrigir este registro será necessário um processo administrativo, que só poderá ser feito com a assinatura do titular. Se ele desaparecer ou não colaborar, você poderá perder o seu domínio. Caso este seja o seu caso, procure solucionar esta questão o quanto antes.

Registro de domínio - Avaliação gratuita

Contato do titular; administrativo; técnico; cobrança (nome e e-mail)

Além do nome do titular e do documento, existem os contatos do titular, administrativo, técnico e de cobrança. Cada um tem a sua função. O principal é que o contato titular consegue alterar todos os demais. O contato administrativo pode gerenciar o técnico e o de cobrança.

O contato técnico deve ser o da pessoa que precisa alterar os direcionamentos para os seus servidores de hospedagem, de e-mails, etc. Portanto, você pode deixar este contato como sendo o do seu desenvolvedor. Já o contato de cobrança deve ser o da pessoa que vai receber os avisos para o pagamento do seu domínio.          

Você sabe a sua senha do registro?      

Você precisa ter o id e a senha deste contato. Se você tiver a senha, ótimo, você consegue administrar todas as demais informações. Se você não tiver a senha, você poderá solicitar o envio para o e-mail do titular. Se você ainda assim não tiver acesso ao e-mail cadastrado, você não poderá gerenciar o seu domínio.

É possível regularizar?

Neste caso o que fazer? Há um processo administrativo que permite ao titular solicitar a mudança dos Ids .

>>> Se este for o teu caso, colocamo-nos à disposição para te ajudar a regularizar esta situação.

Quem faz o pagamento? O que acontece se você deixar de pagar? Você perde tudo?

É importante que o contato de cobrança seja de pessoa de confiança, e que o e-mail deste contato esteja ativo e em uso, pois um eventual esquecimento do pagamento pode causar a perda do domínio. Inicialmente se o prazo para pagamento expirar, o registro te envia avisos para regularizar a situação.

Caso mesmo assim permanecer a pendência, o registro congela o seu domínio. Neste caso o seu site sairá do ar. Mas ainda poderá solicitar um boleto para regularizar a situação.

Caso ainda assim o pagamento não for feito, você perderá o domínio e ele cairá em um processo de liberação, onde qualquer um pode reivindicá-lo e você poderá perdê-lo para sempre. Imagine o problema que isto pode te causar… É melhor ficar alerta!

Mas e se o domínio tiver a extensão .com (sem o .br)?

Então é um pouco mais complicado para verificar a situação do domínio. Neste caso, aconselhamos pedir a ajuda a alguém que tenha mais prática com esta situação para verificar se você tem todos os dados para gerenciar o seu domínio.

>>> Se precisar, fale conosco da PWI Web Studio.

II – Sobre a Hospedagem do Site

A hospedagem está em seu nome ou no nome da sua empresa?

O domínio não é o único serviço contratado para o seu site. Você provavelmente utiliza um provedor de hospedagem, que é o local onde as suas páginas ficam gravadas e disponíveis para a consulta.

Você sabe onde o seu site está hospedado?

Há milhares de provedores de hospedagem, e você pode utilizar provedores no Brasil ou no exterior. É importante que você tenha acesso ao provedor para solucionar problemas quando eles aparecerem. Sempre haverá um dia que algo poderá dar problema.

Você tem as senhas do painel de controle? Do banco de dados (se for o caso)? Do FTP?

Para a manutenção do seu site será necessário pelo menos ter a senha do painel de controle do seu provedor. Normalmente através do painel de controle é possível obter ou alterar as senhas do banco de dados ou de FTP. A senha de FTP muitas vezes é necessária para fazer atualizações de páginas, ou para subir alguns arquivos.

É importante também poder falar com algum tipo de suporte do provedor, para solicitar alguma correção ou para saber se algum tipo de instabilidade está sendo corrigido.

Suas contas de e-mail estão atreladas a este domínio? Você possui as senhas?

Você utiliza contas de e-mail com a terminação @suaempresa.com.br ? Muitas vezes o desenvolvedor cria para você contas de e-mail e configura na sua máquina, deixando tudo funcionando perfeitamente. Mas quando algum problema acontece, às vezes você precisa reconfigurar o programa de e-mail, ou pode precisar consultar os e-mails por um sistema de webmail. Portanto, lembre-se de guardar as suas senhas de e-mail.

Você pode mudar a hospedagem do seu site quando quiser?

Quando você contrata o desenvolvimento de um site, algumas vezes você fica amarrado a um serviço ou a uma hospedagem. Mas e se você não estiver satisfeito com o serviço, ou por algum motivo técnico quiser mudar de hospedagem? Você vai perder o site? O ideal é saber destas condições antes da contratação do serviço. Mas caso você não tenha tido a preocupação de se informar a respeito, consulte o seu desenvolvedor para que você saiba como proceder quando chegar o momento de alguma mudança.

Quem faz o pagamento da sua hospedagem? O que acontece se ela não for paga? Você perde tudo?

Alguns desenvolvedores instalam o seu site em serviços de hospedagem próprios, ou em serviços no exterior. Isto não é necessariamente um problema. Mas você deve saber como proceder caso haja um atraso no pagamento ou caso o próprio desenvolvedor deixe de honrar algum compromisso. Isto pode acontecer…

III – Sobre o Conteúdo e Manutenção do Site

Você consegue fazer modificações no conteúdo do seu site sem precisar pedir para ninguém?

Muitos sites possuem um Sistema de Gerenciamento de Conteúdo, onde até mesmo um usuário sem muita familiaridade com a tecnologia pode fazer modificações no conteúdo sem precisar contratar um técnico para isto. Normalmente o desenvolvedor fornece um endereço, onde você pode entrar com um login e senha e ter acesso ao sistema, que permite trocar fotos, alterar textos e algumas outras funções básicas. Você tem acesso a uma área administrativa para fazer modificações? Você tem login e senha? Você tem direitos de administrador? Você pode cadastrar outros usuários? Mesmo que você prefira delegar estas tarefas para alguém, você estará mais seguro de posse destas informações.

Você pode passar a manutenção do seu site para outra empresa, caso queira?

Digamos que o atual prestador de serviços não está te atendendo a contento, e você gostaria de trabalhar com outra empresa. Você tem autonomia para isto? Isto acontece com bastante frequência. Claro que você prefere manter um ótimo relacionamento com o seu atual fornecedor, mas até os casamentos podem um dia acabar. Se o seu site estiver desenvolvido em uma plataforma de amplo conhecimento público será mais fácil encontrar alguém que possa te ajudar nos momentos difíceis. Atualmente o WordPress é a ferramenta mais utilizada para o desenvolvimento de web sites, e é muito fácil encontrar empresas que possam assumir a manutenção do seu site em casos assim.

Você tem certeza que a pessoa ou empresa que administra o seu site não vai desaparecer de uma hora para outra, deixando você na mão?

Esta situação também é mais comum do que se imagina. Muitas pessoas confiam a elaboração do seu site a um amigo ou parente em que certamente confia. Mas a vida muda, e ás vezes estas pessoas resolvem mudar de vida, tomando novos rumos. E até mesmo pequenas empresas mudam as suas atuações sem aviso prévio, muitas vezes abandonando clientes à própria sorte. Evite estas situações contratando uma empresa sólida, com atuação consolidada e com bastante tempo de mercado.

Espero que estas dicas te ajudem a se sentir mais seguro e a evitar futuros problemas.

Registro de domínio - Avaliação gratuita

 

CONSULTE TAMBÉM OS POSTS:

6 Etapas para a criação de site eficiente

 

 

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

Contato

Rua Professor Carlos Reis, 39
São Paulo - SP - CEP: 05424020

11 2127 7676

contato@pwiwebstudio.com.br

Siga-nos

Copyright © 2017 PWI Web Studio - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: PWI WebStudio